Seminários e Conferências Documentação - Universidad Complutense, VIII Seminário Hispano-Brasileiro de Pesquisa em Informação, Documentação e Sociedade (8shb) 2019

Tamanho da fonte: 
Patrimônio modernista e o acervo digital fotográfico da Universidade de Brasília
Lara Amorim

Última alteração: 2019-12-11

Resumo


Esta pesquisa se propõe a investigar como a UnB se relaciona com seus bens patrimoniais modernistas, no sentido de perceber como se dá a gestão da memória institucional dos acervos imagéticos, quando se trata de relacionar a Universidade com a memória da cidade. Em 1987, Brasília foi reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, tornando-se o primeiro conjunto urbanístico da era moderna a receber tal distinção. Inaugurada em 1962, a história da Universidade de Brasília se confunde com a história de Brasília, capital e centro do poder político do país. Durante a pesquisa de pós doutorado realizada em 2018 no PPGCInf/UnB foi possível identificar, a partir de uma pesquisa etnográfica qualitativa, alguns acervos fotográficos das principais unidades acadêmicas da UnB. Este trabalho se propõe a apresentar uma análise do Acervo Fotográfico da COAP/ACE disponível no Arquivo Central da UnB, sob uma perspectiva da gestão da memória institucional. Para isso serão consideradas as entrevistas realizadas com os servidores responsáveis pela digitalização do acervo, documentos e normativas institucionais, bem como as categorias nas quais as fotografias digitalizadas sobre a temática da cidade modernista foram construídas e estão disponíveis para domínio público na plataforma AtoM.


Palavras-chave


memória, modernismo, Universidade de Brasília, acervos de fotografia

Referências


AMORIM, Lara. 2012. REINVENÇÃO DA TRADIÇÃO - Manifestações Populares.Brasília: Instituto Terceiro Setor, v.10. p.143. Volume que integra a Coleção de Arte publicada pelo ITS, na ocasião dos 50 anos de Brasília.

FLUSSER, Vilém. 2014. A Fotografia como Objeto Pós-Industrial (1985). Publicado na ZUM, Revista de Fotografia. ZUM # 7, OUT. Instituto Moreira Salles, São Paulo.

LE GOFF, Jacques. 1995. A História Nova. São Paulo: Martins Fontes.

NORA, Pierre. 1993. Entre Memória e História: a problemática dos lugares. Projeto História, Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História. São Paulo (10), Dez.

RICOEUR, Paul. A Memória, a história e o esquecimento. Campinas, SP, Ed. Unicamp, 2007.

SANTOS, Myriam S. dos. ”História, memória e esquecimento”. Em Memória Coletiva e Identidade Nacional. São Paulo. Annablume, 2013.

SIMEÃO, E, MIRANDA A., MARQUES, M. et al.. 2016. “Planejamento e multivocalidade na elaboração de uma política de Informação, documentação e comunicação para a Universidade de Brasília”. In: Gestão da Memória: Diálogos sobre políticas de informação, documentação e comunicação para a UnB.Roncaglio, C. e Simeão, E. orgs. Brasília: Editora UnB, p.21-42.

VELOSO, Mariza. 2008. “Patrimônio Cultural e Espaço Público – Notas reunidas”. Programa de Especialização em Patrimônio. Cadernos de estudos do PEP. 8ª Oficina PEP/IPHAN, Petrópolis. (Publicação interna).